Corrupção de milhões não dá em nada, pequena corrupção dá perpétua!

Constantino Oliveira acabou por ser condenado a 38 anos de prisão... No cadastro deste homem de 63 anos não há crimes de sangue mas sim dezenas de burlas e falsificações de pequena monta.

(Contactado pelo PÚBLICO, Luís Filipe Menezes insiste que “nunca teve um tostão no estrangeiro” e garante que os dois milhões nada têm a ver consigo. “O dinheiro é do meu pai. Se tinham alguma dúvida deviam ter chamado o meu pai e a mim e nunca o fizeram”, afirma o antigo presidente do PSD. De facto, nem Menezes, nem qualquer familiar seu foram inquiridos no processo, que nunca teve arguidos. Menezes insiste que a mãe vendeu em 1971 um grande colégio que fundou em Ovar ao Estado, na altura por mais de oito mil contos. “Hoje seria o equivalente a dois ou três milhões de euros”, insiste, sem explicar porque é que o dinheiro andou a saltitar entre várias contas no estrangeiro. A venda é referida no processo, mas o MP não encontrou na Conservatória do Registo Predial de Ovar elementos sobre essa operação. Só de uma outra feita, dois anos mais tarde, entre a Câmara de Ovar e o Ministério da Educação.)

Mensagens populares