José Filomeno dos Santos foi recentemente constituído arguido

Sobre si pesam crimes como peculato enquanto gestor do Fundo Soberano de Angola.
O semanário angolano Expansão revelou, na sua última edição, que "os acordos para a gestão dos três mil milhões de dólares aplicados nos sete investimentos alternativos não podem ser denunciados". O jornal, que cita Carlos Alberto Lopes, do Conselho de Administração, avança ainda que os contratos "prendem" o Fundo Soberano de Angola à empresa Quantum por 10 a 15 anos.
Estas informações, surgem numa altura em que José Filomeno dos Santos "Zenú", já enfrenta um processo movido pela Procuradoria-geral da República. O filho do ex-Presidente José Eduardo dos Santos é acusado de crimes de peculato, abuso de confiança e burla por defraudação enquanto gestor do Fundo Soberano de Angola.

Mensagens populares