Inspectora que teve conta offshore ficou a salvo de infracção

A inspectora em causa, Filomena Martinho Bacelar, é quadro da IGF, serviço público a quem cabe assegurar o controlo estratégico da administração financeira do Estado, e nos últimos anos, já depois das revelações do Swissleaks, tem contado com a confiança do inspector-geral, Vítor Braz, para continuar a chefiar as equipas de auditoria dos contratos das Parcerias Público-Privadas (PPP) e das concessões. Uma opção que já motivou queixas ao ministro das Finanças, mas que Vítor Braz respalda nas conclusões do inquérito administrativo pedido à PGR.

Mensagens populares