Cirurgião Manuel Antunes vai deixar SNS por limite de idade mas recusa abandonar a atividade

Nestes 30 anos, Manuel Antunes liderou uma equipa responsável por 45.000 cirurgias cardíacas e pulmonares, 358 transplantes cardíacos, num serviço classificado pelo Ministério da Saúde como Centro de Referência, reconhecido nacional e internacionalmente.
"Antes de eu vir, entre 1976 a 1985, tinham sido operados 183 doentes ao coração, cerca de 20 por ano, com uma mortalidade elevadíssima, e nós só no primeiro ano, em cinco meses de atividade, ultrapassámos esses valores", recordou o cirurgião.

Mensagens populares