Míssil que abateu MH17 era do Exército russo

O sistema de mísseis BUK, de fabrico soviético, pertencia à 53.ª Brigada Anti-Aérea do Exército russo sedeada em Kursk (a pouco mais de cem quilómetros da fronteira ucraniana), esclareceu o porta-voz da equipa liderada pela Holanda, Wilbert Paulissen, durante uma conferência de imprensa esta quinta-feira. Depois do derrube do avião, o aparelho voltou a atravessar a fronteira para a Rússia.

Mensagens populares