O sistema perverso pelo sistema perverso

Para quem está a ver o filme, as falas de Dilma revelam uma clareza oposta ao caos que reina à sua volta. Tem a serenidade de quem enfrentou um julgamento, durante a ditadura militar, e foi absolvida pela História. Com um poema de Maiakóvski encerra o seu último discurso, a seguir à consolidação do impeachment: “Não estamos alegres, é certo/ Mas também por que razão haveríamos de ficar tristes?/ O mar da história é agitado/ As ameaças e as guerras/ Havemos de atravessá-las/ Rompê-las ao meio, cortando-as como uma quilha corta as ondas”.

Comentários

Mensagens populares