Da mulher mais rica de Portugal e das áfricas

Os acordos com a Tokeyna – a que os advogados da PTV já tinham chamado “contratos de prestação de serviços fictícios, sem qualquer justificação comercial” quando, paralelamente ao processo de arbitragem, avançaram com um pedido de congelamento dos bens da Vidatel num tribunal das ilhas Virgens Britânicas para acautelar o direito da Oi a ser ressarcida – foram justificados em Paris por Isabel dos Santos com a necessidade de a Unitel SA ter uma empresa “fora de Angola” 

Mensagens populares