Anna Campbell idealizava um mundo em que não existisse guerra nem fome

e decidiu marcar a diferença e lutar por aquilo em que acreditava. Colocou a sua vida em segundo plano e foi lutar, em 2017, com as forças curdas no norte da Síria. Morreu a 16 de março enquanto viajava num comboio que acabou atingido por um míssil - suspeita-se que de origem turca. Anna não estava a lutar quando morreu. Foi a primeira mulher britânica a falecer numa luta ao lado das forças curdas na Síria.

Mensagens populares