O povo Tibetano está recorrendo à Auto-imolação como forma de chamar atenção para a questão Tibetana

Os Tibetanos estão sendo sistematicamente perseguidos pelos dirigentes do Partido Comunista Chinês! A situação dentro da "Região Autônoma do Tibete" chegou a um impasse insuportável. O povo Tibetano, tradicionalmente pacífico, está recorrendo à Auto-imolação como forma de chamar atenção da mídia, da população mundial e dos organismos internacionais para a questão Tibetana. São mais de 60 anos de ocupação chinesa e nesse período houve um sem-número de mortes; a população Tibetana, na contramão da tendência mundial, diminuiu cerca de um milhão em comparação à existente na época da invasão chinesa. O Budismo é a religião oficial do Tibete, mas sua prática é regulada pelo Partido Comunista Chinês e é proibido reverenciar o Dalai Lama, líder espiritual Tibetano. Além disso, milhares de templos foram destruídos e os relatos de tortura tanto de monges quanto de leigos, execuções sumárias e outras atrocidades, dentro e fora de templos, são corriqueiros. A bandeira e o hino Tibetano foram banidos. É crime hastear a belíssima bandeira Tibetana. Recentemente o número de imolações chegou a 82; 82 Tibetanos, entre monges e leigos, que preferiram abrir mão de suas vidas a curvar-se diante do regime totalitário chinês. Essas mortes não podem ser em vão. É necessário levar a consciência desse problema ao máximo de pessoas possível. A única forma que temos de ajudar é denunciando a situação intolerável que os Tibetanos estão enfrentando dentro do Tibete. (27 de novembro de 2012)

Mensagens populares