Ensinem uma coisa que parece andar esquecida: valores como o respeito pelo outro

O assédio também se escreve no masculino. Um dia, no balneário do ginásio, um amigo foi surpreendido com uma sombra por cima da cabina do duche, quando olhou para cima viu um homem pendurado a observá-lo enquanto tomava banho. Revoltado, gritou e ameaçou o outro. “Se te apanho lá fora…” Mas não fez queixa porque seria a sua palavra contra a do outro que justificou-se dizendo que “estava a alongar”.

Nota: não há "pedagogia" que re-eduque o indivíduo com uma "estrutura psíquica" perversa. Tem de ser o Estado forte a coagi-lo e, no limite, a eliminá-lo, para salvaguardar @s outr@s. A pena de morte é justa e lógica, para casos de grande perversão com grande dano de terceiros (o presidente iraniano, que é um "liberal", explicou que se a pena de morte, aplicada nomeadamente aos violadores, fosse revogada, seria o "caos": está cheio de razão e merece um muito grande elogio). Só o tenebroso "politicamente correto", que nos conduziu ao pântano que é o Portugal atual, proclama o contrário, sob argumentações pseudo-humanísticas ("humanismo"? O que é o "humanismo"? Leiam a Carta sobre o Humanismo, do Heidegger)

Mensagens populares