Os mercados não se autorregulam

A redução demasiado apressada da despesa pública na maioria das economias avançadas colocou quase todo o encargo da revitalização do crescimento em políticas monetárias não-convencionais que têm uma eficácia cada vez menor (quando não são mesmo contraproducentes).

Os mercados não se autorregulam e o Estado tem um papel central para mitigar ou eliminar os desequilíbrios que emergem do seu funcionamento, bem como para reforçar a coesão social e territorial

Comentários

Mensagens populares