Fraldas geriátricas para acabar com as interrupções no trabalho?!

De acordo com a reportagem da Revista Fórum, as colaboradoras relataram que foram orientadas pela chefia a usar fraldas e o motivo seria acabar com pausas e interrupções com idas ao banheiro.
Quatro empresas gigantes do setor avícola também são alvo de denúncias por abuso ao trabalhador. São elas a multinacional Tyson Foods, a Pilgrim’s Pride, pertencente à brasileira JBS, a Perdue Farms e a Sanderson Farms. Juntas, elas controlam 60% do mercado de aves nos Estados Unidos.
A rede internacional de supermercados Wal Mart é outra a adotar a prática abusiva do uso de fraldas em empregados. Dessa vez foi na Tailândia, sudeste asiático.
Em 2013, a multinacional sul-coreana Lear, fabricante de arnese (tipo de gancho usado para alpinismo), foi denunciada por impor a funcionários, principalmente mulheres, o uso de fraldas para não abandonar a posição com idas ao banheiro. O caso foi registrado em fábrica da empresa em Honduras, país da América Central, que contava com 4 mil empregados.
Nota: por acaso um grupo português-concerteza, dono da cadeia de uma supermercados na Polónia, no passado não obrigou as funcionárias ao mesmo, até que se viu compelida a abandonar esta prática degradante e criminosa?

Comentários

Mensagens populares