Políticos que votaram impeachment são acusados de mais corrupção que Dilma

o jornal americano Los Angeles Times divulgou um levantamento feito pela ONG Transparência Brasil sobre os políticos que estão incumbidos de analisar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff.
No título da reportagem, a publicação diz: "Os políticos que votam o impeachment da presidente do Brasil são acusados de mais corrupção do que ela".
Ao longo do texto, o jornal cita números pesquisados pela ONG sobre os integrantes da Comissão Especial do Impeachment, formada na Câmara para emitir um parecer sobre o pedido de afastamento da petista, e o Congresso como um todo.
Segundo a Transparência Brasil, dos 65 membros da comissão – formada por deputados de partidos que apoiam o governo, da oposição e dos chamados independentes –, 37 enfrentam acusações de corrupção ou outros "crimes graves", conforme cita a publicação americana.
"Cinco membros da comissão são acusados de lavagem de dinheiro, outros 6 de conspiração e 19 são investigados por irregularidades nas contas; 33 são acusados ou de corrupção ou de improbidade administrativa; ao todo, 37 membros foram acusados, alguns deles de crimes múltiplos", afirma[e Temer é um dos principais corruptos...]

Nos entretantos...

A menos de três meses da abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o caso de uma adolescente que foi alegadamente violada por mais de 30 homens numa favela da cidade deixou os brasileiros em estado de choque. Pelo menos dois dos homens envolvidos partilharam um vídeo e fotografias da cena no Twitter, mostrando a jovem nua e inconsciente. “Olha onde o trem bala [comboio de alta velocidade] passou”, diz um dos homens no vídeo, depois de abrir as pernas da menor.

Mensagens populares