“O jihadismo não é um problema de integração”

É bastante claro que o jihadismo está a aumentar de forma muito grave na Europa, sobretudo nos países com comunidades muçulmanas grandes, como a França, o Reino Unido e a Alemanha. Noutros países, como pode ser o caso de Espanha, têm sido detectadas e desarticuladas bastantes células e grupos que se preparavam para actuar na Catalunha, Madrid e Andaluzia. As prisões começaram em 2002, na Catalunha, mas há sectores da sociedade, como a esquerda, que resistem muito em abordar o assunto como o verdadeiro perigo que é.

Comentários

Mensagens populares