Os gregos não podem dar o que não têm

De acordo com esta agência da ONU, os desembarques na Grécia aumentaram 750% entre 1 de janeiro e o dia 31 de julho, com relação ao mesmo período do ano passado. Só no mês passado foram reportadas 50 mil chegadas à Grécia, o que representam 20 mil mais que no mês anterior.

Nessa circunstância, o ACNUR fez um apelo ao governo grego para controlar o que classifica como “caos total” as condições de receção dos estrangeiros.  Além disso, o órgão destaca que a maioria dessas pessoas (63%) são sírios que estão a fugir da guerra civil que se arrasta há mais de quatro anos e que, portanto, têm direito à proteção internacional sob a condição de refugiado.

Comentários

Mensagens populares