Ex-Diretor do FMI preso por lavagem de dinheiro

Rodrigo Rato, ex-presidente do Fundo Monetário Internacional e ex-ex-vice-presidente do Governo espanhol, foi preso quinta-feira após seu discurso foi registrado por ordem de um juiz, a pedido do Escritório de Madrid.

O registro da casa Rato foi realizada por agentes da Agência Tributária para mais de três horas, após esse período, o real com, pelo menos, quatro caixas de documentos.

O Tesouro espanhol abriu uma investigação contra o ex-ministro da Economia e do diretor-gerente do FMI, Rodrigo Rato, por suposta lavagem de dinheiro para se qualificar para uma amnistia fiscal destinadas à estabilização da equivalência patrimonial. lainfo.es/pt

Comentários

Mensagens populares