Dos bancos financiados com o dinheiro dos contribuintes

a única coisa a fazer é assumir que, se a banca não consegue funcionar sem ajuda do Estado, mais vale isso ser assumido, ser transparente e o Estado ter um papel na gestão da banca.

Nota: tem é de haver transparência e "duplo controle", na gestão dos bancos financiados direta ou indiretamente com o dinheiro dos contribuintes, como na administração pública e nas empresas públicas, de forma a impedir que "Toninhas" viciem os supostos concursos, não permitir que os interesses privados, individuais ou empresariais, determinem as decisões dos decisores, e, liminarmente determinante para um alegado "Estado de Direito", a justiça se livre dos magistrados corruptos.

Comentários

Mensagens populares