Enviados da Polónia e da Estónia impedidos de ir ao funeral de Nemtsov

Algumas personalidades de outros países estiveram também presentes nas cerimónias, como o antigo primeiro-ministro do Reino Unido John Major, que se deslocou a Moscovo a pedido do actual chefe do Governo, David Cameron. Em declarações à BBC, Major disse apenas que esta foi a sua "visita mais triste" à capital da Rússia.
A Polónia e a Letónia quiseram também fazer-se representar no funeral de Boris Nemtsov, mas os seus enviados não conseguiram entrar em Moscovo.
Bogdan Borusewicz, presidente do Parlamento polaco e antigo opositor do regime comunista no país, viu recusado um pedido de visto pelas autoridades russas – segundo o Kremlin, Borusewicz foi impedido de entrar na Rússia por estar na lista de personalidades estrangeiras visadas por sanções, em resposta à proibição de entrada na União Europeia da presidente do Parlamento russo, Valentina Matvinenko.
A representante da Letónia, a eurodeputada e antiga ministra dos Negócios Estrangeiros Sandra Kalniete, queixa-se de ter esperado duas horas no aeroporto de Sheremetievo, em Moscovo, antes de lhe ter sido negado um visto de entrada no país.

Comentários

Mensagens populares