Do etnocentrismo, do politicamente correto e da imbecilidade radical

A primavera árabe, evidentemente, descaiu ou para regimes atrozes *, onde domina a Sharia, ou para regimes "musculados", onde o exército mantém alguma ordem, na medida do possível... O etnocentrismo euro-americano conduziu ao caos atual ** na Líbia, que ainda está para se ver como vai acabar, aos territórios dominados pelos islamistas do ISIS e aos atentados sistemáticos nos países "ocidentais", que receberam como refugiados exatamente aqueles que depois, como recompensa pelo bom acolhimento - que possibilitou, pela primeira vez para a maior parte desses refugiados, uma vida com alguma dignidade, pois sabe-se que bem que nos seus países de origem eram tratados abaixo de cães - os tentam destruir.

* será a democracia possível nos países árabes? (aparentemente o problema não está relacionado com a religião em si mesma mas com a cultura histórica do povo que pratica tal ou tal religião. A Albânia é muçulmana mas os radicais islâmicos não conseguem instalar-se nesse país, onde os árabes são profundamente mal vistos)

** os regimes despóticos necessitam de serem renovados de tempos a tempos, em termos dos seus protagonistas, por isso uma qualquer primavera árabe que conduzisse a uma renovação seria inevitável. A continuação do clâ Assad no poder, ou mantendo uma fatia do poder, é uma anormalidade que não tem qualquer sustentatibilidade.

Comentários

Mensagens populares