Eles * tinham sido detidos em 2003 e nem estavam vigiados

Toulouse, onde em 2012 Mohamed Merah foi morto pela polícia depois de assassinar militares e atacar uma escola judaica, matando três crianças e um professor. Lembra Dieudonné, o humorista francês que em 2014 viu espectáculos cancelados por usar linguagem e conceitos anti-semitas. “Eles gritam ‘morte aos judeus’”, continua Abihssir, em referência ao slogan ouvido nalgumas manifestações contra violência israelita na Faixa de Gaza. “E Créteil? Aquele pobre casal, refém.” Foi a 1 de Dezembro, um casal judeu alvo de um assalto, a mulher violada, por agressores “que partiram da ideia de que por serem judeu tinham dinheiro”, disse na altura a procuradoria.

* os terroristas islâmicos.

Comentários

Mensagens populares