A sobrevalorização (do imobiliário) anda pelos 25%

ainda não passou uma década sobre o colapso do subprime, e estamos de novo com uma bolha imobiliária nas mãos. Em junho de 2014 foi o aviso do FMI, em maio já tinha sido o do BCE, e os preços do imobiliário continuam a subir (segundos cálculos do Economist sobre nove países, a sobrevalorização anda pelos 25%). 
...
a redução das taxas de juro facilitou uma bolha ainda mais perigosa: criou liquidez excessiva e sobrevalorizou os activos financeiros. Para mais, os mercados andaram a brincar à roleta russa e ignoraram o risco. Instalou-se a pândega e há quase 100 triliões de dólares em activos financeiros em jogo, o dobro do PIB mundial. Se, por causa da incerteza, os juros subirem, mesmo que um pouco, no início de 2015, este edifício vai abrir brechas.

Comentários

Mensagens populares