Da reestruturação

Para José Castro Caldas, Portugal vai continuar confrontado com baixos níveis de crescimento e, para evitar uma reestruturação, precisaria de “saldos orçamentais exorbitantes”. E isso, diz, implicaria “cortes violentos” na despesa ou “violentos aumentos dos impostos”, o que considera insustentável.
...
Jorge Argüello, embaixador argentino em Portugal, defendeu a reestruturação da dívida como a única via que permitiu ao país lutar “contra os [fundos] abutres”. “A política de austeridade não foi parte da solução, mas foi claramente parte do problema”, vincou.

Nota: consta que Portugal vai receber uma "pipa de massa" até 2020 (22 MM), ora também consta que até essa data Portugal pagará 60 MM em juros da dívida!

Comentários

Mensagens populares