É por esta e outras coisas

que eu tenho dúvidas que a UE possa - e mereça - sobreviver. Durante o periodo em que sujeito foi governador do Banco de Portugal aconteceram as situações nos bancos que contribuiram para a ruína do país, o sujeito não deu conta de nada, nada sabia  (mas todos sabiam...), e, imagine-se, como prémio foi elevado a vive-presidente do BCE! No mínimo é insulto aos portugueses, no máximo um insulto aos contribuintes europeus e uma ridicularização de todas as instituições europeias. Se com o BCE é assim que garantias temos de quem não será assim com todas as instituições da UE?

Mensagens populares