CGTP lembra que se perderam 98 mil empregos

A organização sindical apresenta um conjunto de quadros para qualificar os números apresentados pelo chefe do Executivo e concluir que os empregos entretanto criados são “precários, de baixa qualidade, constituindo, na sua esmagadora maioria, uma antecâmara para novos despedimentos”, para além de corresponderam a “baixos salários”.

Comentários

Mensagens populares