Mais um massacre...

A União Europeia condenou nesta segunda-feira o massacre contra civis em Daraya, nos subúrbios de Damasco, na Síria, onde pelo menos 320 corpos foram encontrados no fim-de-semana, segundo o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

É exactamente ao contrário do comentário colado em baixo (pateticamente o mais votado pelos seus leitores tugas o que é revelador de uma certa "mentalidade tuga"): a "comunidade internacional" é culpada do estado das coisas porque não tem fornecido aos "rebeldes" instrução e equipamento de guerra pesado que lhes permita lutarem em igualdade de circunstâncias contra um poder de Estado corrupto e terrorista. Os "guerrilheiros" são estudantes e outros jovens, alguns viviam confortavelmente em países "ocidentais", que decidiram opor-se a um Estado brutal  manipulado por uma seita religiosa minoritária. Haverão seguramente terroristas talibans entre os "rebeldes", mas essa é uma questão que será resolvida (ou não...) quando houverem eleições livres de facto. De momento o importante é derrotar um Estado despótico e corrupto para que os sírios decidam em eleições livres quem querem ver no poder. O problema na Síria nada tem que ver com os EUA que, tirando as "bocas" da Clinton, se têm mantido seguramente afastados da guerra naquele país, mas sim com o facto de uma seita largamente minoritária dominar todo o poder de Estado e toda a economia. Aliás, nem sequer são os EUA quem mais incentiva os "rebeldes", o que demonstra a bíblica estupidez tuga.

"Os culpados dos massacres são os países que dão apoio aos guerrilheiros, rebeldes, como eles lhe chamam. Estes usam civis como escudo para atacarem o governo porque não agrada aos EUA. Mandem os refugiados para os EUA."

Comentários

Mensagens populares