Ao nível de 2006? *

Com exames mais difíceis há menos alunos a concluir o secundário. Número de candidaturas é o mais baixo desde 2006.

* nada mau porque com o reino hipócrita do "eduquês", que deu a ganhar milhares de milhões às empresas amigas dos governantes, seria de prever pior. Mas os próximos anos, se se fizerem exames nacionais que correspondam ao nível de exigência expectável para determinado nível de escolaridade, sem "truques", ainda nos vão revelar a verdadeira realidade, ou seja: há um pequeníssimo "núcleo" de alunos excelentes e a "massa" é simplesmente incapaz e mediocre. Graças ao "eduquês", que é por "essência" corrupto e perverso.

Quando aquela ex-ministra horrorosa que agora é a presidente da FLAD abriu uma guerra com os professores que só poderia perder, lembro-me de num outro blogue alertar para o facto que em política não há guerras inúteis, sobretudo se essas podem ter consequências fatais para o poder (e teve: a derrocada da "era socrática" começou com as manifestações dos professores no Terreiro do Paço). O poder só poderia promover uma guerra dessas para que a atenção dos media aí se concentrasse. E assim foi. Agora sabemos que foi durante esse periodo, com os media a debitarem contra os professores num seguidismo acrítico absolutamente patético, que foram concretizadas as PPP criminosas, que a Parque Escolar delapidou o dinheiro público e até o banqueiro Rendeiro (estará numa ilha exótica a disfrutar tranquilamente - e simplesmente não é "chamado à pedra"? * - do dinheiro que extorquiu aos seus clientes?) se preparava para entrar no volumoso negócio da formação contínua dos professores. 150 mil (agora irão ser menos...) obrigados a uma formação contínua que o Estado não providencia é de facto um filão virtualmente inexgotável. Pensou muito bem o banqueiro "socialista" Rendeiro, não teve foi tempo de concretizar a fabulosa negociata da formação contínua dos professores (por onde andará o ex-banqueiro Rendeiro...). Concluindo: foi no auge do "eduquês" que se cometeu a mais impressionante e criminosa corrupção neste país, tendo o "eduquês" estado directamente ao serviço da grande corrupção de Estado que arruinou o lugar.

* não, não, que a portuguesa justiça só "chama à pedra" os ladrões de rebuçados, polvos e champôs...

Mensagens populares