Está enganado ò professor *

“Não pode haver dúvidas que esta licenciatura [de Miguel Relvas] se compare à de Sócrates”, considera Marcelo Rebelo de Sousa, para quem qualquer comparação entre este Governo e o tempo de Sócrates será sempre negativo para o actual Executivo.


* porque apesar de tudo o Sócrates frequentou o ISEL vários anos, onde deve ter adquirido alguns conhecimentos sólidos - porque o ISEL não é a Lusófona. A vigarice do Sócrates foi na parte da licenciatura (o que o Relvas conseguiu de forma "estranha", o Sócrates já tinha concluído com sucesso no ISEL de forma "normal", ou seja, 3 anos de frequência com sucesso do ensino superior, que depois de "Bolonha" corresponde ao grau de licenciado).  A obscuridade no processo do Relvas foi em tudo: todo o processo Relvas foi obscuro, ao contrário do Sócrates que concluiu com sucesso três anos de ensino superior de engenharia e depois é que fez as vigarices com a Independente (porque na altura a licenciatura implicava a frequência com sucesso de 5 anos de ensino superior, no caso das engenharias). O Relvas não sabe nada de nada, exceptuando o "expediente" e a "esperteza". Aliás a única cadeira do ensino superior (privado) que concluiu antes da "aventura" da Lusófona, fê-lo com a nota 10 (o que é vergonhoso para um sujeito que se pretende tão eficiente)! O ISEL é um instituto público conhecido e credibilizado. Não é seguramente um IST mas de todo não é uma Lusófona. Já agora, a falar no Sócrates, foi dito no julgamento a decorrer que as supostas luvas do Freeport foram de 1.2 milhões de "contos".


Quanto aos "dossiers"  que o Relvas está a tratar, a privatização dos horrendos mamutes TAP e RTP, espero que seja tão eficaz e rápido como o foi em arranjar a licenciatura. E saiba proteger os interesses do Estado como soube proteger os seus...

Comentários

Mensagens populares