Afinal nem a França é um "caso" *

França foi ao mercado financiar-se numa emissão de dívida de curto prazo em que, pela primeira vez, foi buscar fundos a juros negativos. Ao comprarem estes títulos, os investidores perderam dinheiro para emprestar ao Estado francês, indiciando que consideram a dívida francesa um refúgio seguro.

* nem os "mercados" querem destruir o Euro.

Mensagens populares