Nem sou de direita nem sou racista *

A esquerda francesa considerou, este sábado, "nauseabundas" e racistas as declarações do ministro do Interior, Claude Guéant, que disse que se for dado o direito de voto aos estrangeiros a comida "halal" passará a ser obrigatória.
"Aceitar o voto dos estrangeiros é abrir a porta ao comunitarismo. Não queremos que conselheiros municipais estrangeiros tornem obrigatória nos refeitórios escolares a comida 'halal', a que respeita as restrições impostas pela lei islâmica.  "Ou que as piscinas municipais proíbam o acesso misto de homens e mulheres", acrescentou.

"Os estrangeiros devem aceitar as nossas regras, são eles que devem adaptar-se", disse, acrescentando que os imigrantes constituem 5,8% da população em França, mas representam 13% das pessoas condenadas por crimes. jn.pt

* mas o que ele diz é genericamente verdade. Claro que em Portugal não existe esse problema porque os estrangeiros nem sequer têm representantes eleitos, seja na esquerda seja na direita (desculpem lá, é tudo muito lindo mas em Portugal os cargos são para os boys). De resto os "barbudos" que acompanhavam as caravanas do PS, e que nem português entendiam, iam lá por causa das bifanas... que não creio que fossem "halal"... Também concordo que são eles que têm de se adaptar e gostaria que nos países deles as outras religiões tivessem um quarto da liberdade que eles encontram na Europa, onde se sentem tão à vontade ao ponto de fazerem exigências absurdas que não devem ser atendidas. Creio que nos seus países são um pouco menos exigentes... Porque é que não têm a iniciativa de criar vocês mesmos uma empresa de catering "halal" que depois fornece refeições ás cantinas das escolas onde andam os vossos filhos? Ha! Claro! Já me esquecia que vocês vieram para a Europa porque acham que o Estado "tem" de garantir tudo para todos os gostos, incluindo o vossos. Aliás, um dia sobretudo os vossos, não é verdade? Na realidade acho que deveriam ter um pouco mais de "senso" porque "nós" temos-los apoiado sempre - alguns genuinamente outros como acto de contrição por no passado terem apoiado os ditadores que vos oprimiam. Outra coisa: se fosse pela vontade dessa esquerda que se indigna sempre muito por questões formais  "vocês" teriam sido esmagados como "vermes" (segundo Gadaffi o ex-kórônel que se fartou de nos dizer que vocês são terroristas) "até ao último homem". Lembram-se?  Ha! Na Síria começou a "caça" aos "terroristas", rua a rua, casa a casa, com decapitações in loco e tudo o que se pode imaginar (ou não). A  "comunidade internacional" continua dividida com muitos a afirmarem, especialmente "à esquerda", que se trata de um assunto interno, vosso.


"Every two or tree days a group of Shabiha go into a Sunni area and slaughter families with knives" - The Sunday Times

Mensagens populares