À vontade de pôr bombas e morrer

Manuel António Pina: “A vontade que tenho era pôr um cinturão de bombas e rebentar com essa malta toda

Comentários

Mensagens populares