Forças de Al-Assad disparam sobre sírios em funerais

As forças de segurança sírias dispararam, este sábado, sobre milhares de pessoas concentradas, em Damasco, nos funerais de manifestantes mortos na véspera.

"As forças de segurança dispararam sobre milhares de civis que participavam no bairro de Mazzé nos funerais das vítimas de sexta-feira, causando feridos", anunciou o Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH) e militantes.
"As forças de (presidente Bashar al-) Assad disparam sobre os participantes nos funerais e lançam gás lacrimogéneo para os dispersar", declarou à agência noticiosa francesa AFP Mohammad Chami, porta-voz dos militantes na província a que pertence a capital síria.

Entretanto, o ministro dos Negócios Estrangeiros chinês, Zhai Jun, apelou este sábado às partes na Síria para "cessarem imediatamente a violência", no final de um encontro com o presidente Bashar al-Assad em Damasco.
"A posição da China é de apelar ao governo, à oposição e aos homens armados a pararem imediatamente os atos de violência", declarou Zhai.

Defendeu "um regresso à calma o mais rapidamente possível", considerando que tal "é no interesse de todo o povo sírio". jn.pt

Nota: é por culpa da China e da Rússia, que bloquearam qualquer intervenção no conselho de segurança da ONU, que continua a acontecer esta mortandade na Síria.

Mensagens populares