Canibal pediu "vampira" em casamento

Um "canibal" e uma "vampira" apaixonaram-se num hospital psiquiátrico, na Suécia. Parece anedota, mas é verdade. Ele está internado porque comeu a ex-namorada, ela porque bebeu o sangue do ex-namorado.
foto DR
Canibal pediu "vampira" em casamento
Isakin Jonsson e Michelle Gustafsson
O "canibal" Isakin Jonsson, 33 anos, pediu a "vampira" Michelle Gustafsson, de 23, em casamento. Conheceram-se numa unidade psiquiátrica de alta segurança, na Suécia, e dizem que estão apaixonados.

Os antecedentes amorosos de um e outro são a prova de que o amor é louco: ele matou e comeu partes do corpo da anterior namorada; ela sangrou o ex-namorado até ao último suspiro.

Isakin Jonsson degolou a ex-namorada, Helle Christensen, mãe de cinco crianças, em Novembro de 2010. Cortou-lhe a cabeça e comeu pedaços do corpo. Michelle Gustafsson esfaqueou Daniel Stenman e depois bebeu o sangue do ex-namorado. jn.pt

Nota: o JN deveria ter mais cuidado ao apresentar este género de crime porque os tugas, que são muito dados a aberrações e sofrem da patologia de cariz psicótico do  "ciúme crónico", ainda começam a praticar este género de barbaridade sob o slogan, acima transcrito pelo JN de forma "gira", "o amor é louco".

Mensagens populares