Para os senhores deputados

Tenho ficado surpreendido devido ao facto da Aerovip ter tão poucos passageiros, sendo o preço bastante convidativo (cerca de 60 euros de Lisboa para Vila Real, ou vice-versa, e os passageiros frequentes disfrutam de tarifas mais baratas). Numa das vezes o avião de 16 lugares chegou vazio de Bragança, sendo eu o único passageiro de Vila Real para Lisboa. Foi muito agradável ter o aparelho só para mim e poder andar a mudar de lugar à vontade para ver a paisagem.

Em conversa com um comerciante vilarealense amigo foi-me dito que essas carreiras aéreas existem porque os senhores deputados de Vila Real e Bragança necessitam desses vôos para não terem o incómodo de viajar nos autocarros da Rodonorte ou da Redeexpressos, que de resto são dos últimos modelos e a viagem até seria pouco incómoda se não fosse o omnipresente barulho do rádio, que os portugueses não dispensam esquecendo que nestes tempos todos temos a nossa música preferida nos nossos telemóveis ou Mp3... Para me livrar dessa tortura sonora, tão normal para os portugueses, entre Vila Real e Lisboa prefiro viajar de avião.

O que se passa é que esses aviões não funcionam aos fins-de-semana, o que me pareceu uma extravagância. Seguramente teriam muitos passageiros ao domingo... Agora compreendo: esses horários foram feitos à medida dos senhores deputados da nação (que pelos vistos viajam gratuitamente sendo o prejuízo desta carreira aérea arcado pelo Estado) e, claro, também para não perturbar o fim-de-semana dos senhores pilotos aviadores. Num país feito à medida dos senhores deputados portugueses alguma coisa teria de correr muito mal...

Nota: quiçá o aeroporto de Beja destinava-se aos senhores deputados do distrito, cansados do vai e vem por estrada para Lisboa...

Mensagens populares