Sem mêdos

No Agrupamento de Escolas de Carrazeda de Ansiães confirma-se que a totalidade (100 %) dos professores (105 docentes) não fez a entrega dos OIs (prazo de entrega terminou em 26.01.2009).


O mêdo versus cobardia

05.02.2009 - 09h11

O histórico do PS Edmundo Pedro afirmou ontem numa reunião socialista na sede do partido, no Largo do Rato, em Lisboa, que dentro do PS há quem não se pronuncie sobre a vida interna do partido porque tem medo.

"Verifiquei um total desinteresse, generalizado, notei outro fenómeno de pessoas que estão no aparelho de Estado que me diziam 'não posso pronunciar-me, porque tenho medo'; não é admissível no partido”, disse o militante histórico na reunião que serviu para debater a moção de José Sócrates ao congresso socialista, no círculo lisboeta.

Edmundo Pedro tentou puxar a discussão para o debate interno da situação no partido. "Sou provavelmente a única pessoa interessada em discutir numa sessão de debate entre moções, aberta, as questões de governança interna e de pequena ou micro escala de um partido político", disse. Mas, segundo a TSF, a tentativa do histórico esbarrou na mediação feita por Augusto Santos Silva, que preferiu canalizar a discussão para a crítica externa.


Estudo aprovado tinha conclusões semelhantes às do chumbado

05.02.2009 - 09h13

Um foi chumbado, o outro aprovado. Mas os dois estudos de impacte ambiental do centro comercial Freeport, em Alcochete – cujo licenciamento está a ser investigado, por suspeita de corrupção – praticamente não diferem um do outro, em termos de resultados. Apesar de mudanças substanciais no projecto feitas entre um e outro, os principais efeitos identificados em ambos são os mesmos.

Nota: de acordo com o editorial da edição impressa do Público de hoje, o Estado já "enterrou" 1.800 milhões de euros desde que nacionalizou o BPN. O governo nacionalizou o BPN sem analisar devidamente o seu interesse para o país, que agora enterra literalmente dinheiro num banco com mau nome e sem futuro. Dinheiro esse que dava para pagar todos os subsídios de desemprego durante um ano! Isto é o socialismo à portuguesa: socializa sim, mas só os prejuízos...


E se calhar vai à missa todos os domingos

O homem com uma fortuna avaliada em 7 mil milhões de dólares despede 195 trabalhadores que ganham mensalmente no máximo dos máximos 700 euros cada, «para fazer face ao "impacto negativo da crise global"».
...
E se calhar vai à missa todos os domingos e tem fé em Deus e essas coisas todas....

Mensagens populares